Skip links

Hackers roubam dados de ’30 milhões’ de clientes do Santander

Hackers tentam vender o que dizem ser informações confidenciais de milhões de clientes e funcionários do Santander. O banco, que emprega 200 mil pessoas no mundo, confirmou que dados foram roubados.

Hackers tentam vender dados de clientes do Santander

  • Hackers tentam vender informações confidenciais roubadas de milhões de clientes e funcionários do Santander. O banco confirmou que dados foram roubados;
  • O Santander pediu desculpas pela preocupação causada e disse estar contatando os clientes e funcionários afetados. O banco informou que dados de clientes no Chile, Espanha e Uruguai, bem como de funcionários atuais e alguns ex-funcionários, foram acessados;
  • O banco informou que não há dados transacionais ou credenciais que permitam transações nos bancos de dados acessados pelos hackers. Os sistemas bancários não foram afetados e os clientes podem continuar a fazer transações com segurança;
  • O grupo ShinyHunters alega ter detalhes de 30 milhões de contas bancárias, seis milhões de números de contas e saldos, 28 milhões de números de cartões de crédito, e informações de recursos humanos. O Santander não comentou sobre a precisão dessas alegações até o momento.

O Santander pediu desculpas pela “preocupação que isso causará, compreensivelmente”. E acrescentou que está “contatando proativamente os clientes e funcionários afetados diretamente”.

“Após uma investigação, agora confirmamos que certas informações relacionadas aos clientes do Santander Chile, Espanha e Uruguai, bem como todos os funcionários atuais e alguns ex-funcionários do grupo Santander, foram acessadas”, informou o banco, em comunicado.

Leia mais:

O banco também informou o seguinte: “Não há dados transacionais, nem quaisquer credenciais que permitam transações em contas contidas no banco de dados, incluindo detalhes de banco online e senhas.”

Hackers dizem ter dados sobre milhões de clientes e funcionários do Santander

Santander informou que seus sistemas bancários não foram afetados pelo ataque dos hackers.

O Santander também reiterou que seus sistemas bancários não foram afetados. Por isso, os clientes poderiam continuar a “fazer transações com segurança”.

O grupo autodenominado ShinyHunters publicou num fórum de hackers sobre os dados roubados, conforme detectado pelo Dark Web Informer.

Grupo de hackers alega ter detalhes de contas bancárias de 30 milhões de clientes do Santander.

Na postagem, o grupo alega ter:

  • Detalhes de contas bancárias de 30 milhões de pessoas;
  • 6 milhões de números de contas e saldos;
  • 28 milhões de números de cartões de crédito;
  • Informações de recursos humanos.

Os ShinyHunters já venderam dados confirmados como roubados da empresa de telecomunicações dos EUA, AT&T. O grupo também vende o que dizem ser uma enorme quantidade de dados privados da Ticketmaster.

O que diz o Santander

Até a publicação desta nota, o Santander não tinha comentado sobre a precisão das alegações do grupo hacker. O Olhar Digital pediu um posicionamento para a empresa e vai acrescentá-lo a esta nota, caso chegue.


Fonte: https://olhardigital.com.br/

Acesse nosso Instagram

Acesse nosso LinkedIn

This website uses cookies to improve your web experience.
pt_BRPortuguese